Roma reúne especialistas em seminário para debater redução da pobreza

0
173

A capital italiana sediou o Seminário Internacional sobre Parcerias de Redução da Pobreza 2018. Com a participação de mais de 90 especialistas, o evento foi co-organizado pelo Centro Internacional de Redução da Pobreza na China (IPRCC) e pelo Centro de Informações da Internet da China (CIIC). A organização também contou com a participação das três agências da ONU com sede em Roma: o Programa Alimentar Mundial (PAM), a Organização da Agricultura (FAO) e o Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrícola (FIDA).
Os representantes participaram de discussões sobre o combate à pobreza, compartilharam experiências e delimitaram uma meta de desenvolvimento sustentável da ONU. O representante chinês, Ou Qingping, disse no discurso que, após o trabalho incansável dos últimos cinco anos, a China conseguiu reduzir a população classificada como pobre, que passou de 98 milhões em 2012 para 30 milhões em 2017. Nos últimos 40 anos, após a reforma e abertura, mais de 700 milhões de chineses saíram da pobreza, número que o governo chinês classifica como um milagre na redução da pobreza na humanidade.
Segundo a IFAD, 783 milhões de pessoas ainda vivem na extrema pobreza no mundo, e mais de 815 milhões estão sob ameaça de fome. Ou Qingping disse que a China quer continuar a desempenhar um papel para reduzir a pobreza e a fome, intensificando a cooperação com os demais países na causa global.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here